Com Jesus, a coisa não é diferente: “ vamos para Jerusalém... Tomou a firme decisão de subir para Jerusalém ”. Jesus era um homem muito consciente do que acontecia com ele e à sua volta. Sabia que em Jerusalém o esperava o embate com situações conflituosas. Mas, mesmo assim, decide continuar perseverando na fidelidade ao projeto do Pai, enfrentando “Jerusalém” se preciso fosse.
Para Elias foi assim: “ Levante-se e coma... Levante-se e coma, do contrário o caminho será superior às suas forças” (1Rs 19,1-18) . Elias precisou continuar caminhando, mesmo com medo e sem vontade. Mais. Após a longa caminhada de 40 dias pelo deserto, Deus o convida a retomar o caminho e voltar para o mesmo lugar de onde ele havia fugido. Re-feitas as forças, deveria voltar e continuar até o fim a missão que lhe havia sido confiada.
“ Desejei ardentemente comer esta Páscoa com vocês ”. Continuar desejando ardentemente, mesmo com a consciência de uma morte próxima... Continuar desejando ardentemente mesmo percebendo a traição de Judas – a traição de Judas não começa do dia em que entrega Jesus... nada começa de uma hora para a outra !... Continuar desejando, mesmo diante daquilo que, aparentemente “ não funcionou ”!
O seguimento de Jesus exige de nós a capacidade de insistência e persistência . Nós nos cansamos fácil, desistimos rápido, falta-nos forças para insistir. É o Espírito de Deus que dá firmeza à nossa capacidade de insistir e persistir . É este o caminho da fidelidade.
Insistência e Persistência: Atitudes necessárias para a fidelidade no seguimento de Jesus
Hoje, parei para pensar na vida e, no encontro com a Palavra vou percebendo que viver requer uma decidida capacidade de insistir e persistir, em continuar apesar de e a partir de.
Fidelidade e persistência na fé, na esperança, no amor.
Ir. Andréa dos Santos Lourenço Discípulas de Jesus Eucarístico