Guardar a Palavra é “ conservar todos os fatos no coração, meditar sobre eles ” num silêncio fecundo, contemplativo e inteligente. Em Maria, guardar a Palavra é tornar-se sua ouvinte assídua, conservá-la na interioridade a fim de, re-visitá-la quantas vezes for necessário na busca de compreensão e lucidez em relação a ela, mergulhando em seus significados mais profundos, permitindo que esta mesma Palavra oriente e transforme a vida. Meditar sobre a Palavra possibilita re-cordá-la , trazê-la para perto do coração, sede dos sentimentos e dos afetos, desenvolvendo, assim, uma relação próxima e afetiva com esta mesma Palavra, que não é uma letra vazia, mas uma Pessoa: Jesus de Nazaré.
Guardar a Palavra é ainda “f azer tudo o que Ele – a Palavra encarnada – disser ” e orientar as pessoas a fazerem a mesma coisa. Quem ama e guarda a Palavra é seta indicadora da Palavra, apontando con-tinuamente para ela, a fim de que outras pessoas a encontrem e recebam de sua vida. Quando aponto para a Palavra tenho os meus dedos voltados para ela e não para mim mesma. Tenho consciência de que a referência é ela e mais nenhuma outra realidade fora dela. Maria aponta para Jesus e nos ensina a buscar ouvir a palavra de vida que sai da sua boca: “ Enchei as talhas até a boca e levai-as ao Mestre sala ”.
Ir. Andréa dos Santos Lourenço Discípulas de Jesus Eucarístico
Assim, guardando a Palavra nos tornaremos membros da família de Jesus. Aprendamos com Maria a nos tornarmos da família de Jesus. Desta forma, se tornará realidade para nós, a seguinte afirmação, que sai da boca do próprio Jesus: “ Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática ”.
Maria: guardiã, ouvinte e praticante da Palavra
“ Se alguém me ama guarda a minha palavra ” (Jo 14,23)
Fico pensando em Maria: “ Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua PALAVRA ”. E, a par-tir deste momento Maria torna-se habitação da Palavra. O Verbo, a Palavra do Pai faz-se Carne em seu seio. Maria torna-se “guardiã da Palavra”: gera, da à luz, nutre, cuida da Palavra.
A Liturgia do 6º Domingo do Tempo Pascal nos apresentou esta séria afirmação de Jesus: “ Se alguém me ama guarda a minha palavra ”. Quem ama CUIDA . Quem ama CULTIVA . Quem ama GUARDA a presença do amado no coração. Quem amasse torna HABITAÇÃO do ser amado.
Maria Mãe de Deus e nossa Mãe, rogai por nós! Ajuda-nos a fazer tudo o que ele disser. Amém!