Contemplar Jesus Eucarístico
Ir. Rosane Cordeiro Fiuza Discípula de Jesus Eucarístico
Contemplá-lo é acolher a imensidade do Amor em nosso pequeno ser, é sorrir com o simples, o pouco, é perceber o desabrochar da flor é se enamorar com a lagarta que se transforma em linda borboleta, é cruzar o olhar na linha do horizonte e com humildade dizer: “ Meus Deus como és grande! Imenso é Teu Amor! ” Contemplar Jesus Eucarístico é contemplar a essência de Deus, é maravilhar-se com a ternura criativa de um Deus atuante na história humana. É murmurar no peito canções de gratidão e de esperança, é dizer sim à vida, à solidariedade, é abraçar o infinito e entregar-se a Ele, é continuamente dar graças a Deus e repetir sempre “ meu Deus como és grande! Imenso é Teu Amor! ”... Se fizeres a experiência da contemplação,verás que a graça de Deus é abundante, verás que o Amor não cansa de se dar, verás que muitos guetos escuros serão iluminados e poderás afirmar “ Meus Deus como és grande! Imenso é Teu Amor! ”
Contemplar Jesus Eucarístico é contemplar a totalidade do ser de Deus. A Eucaristia é a simplicidade Deus em meio a nós. Ela é a manifestação do Amor, da ternura e do cuidado com cada ser criado. Em cada amanhecer Deus nos sorri por meio da criação, manifesta a festa da vida por meio do cantar dos pássaros, do assovio do vento, do agito das ondas do mar e em cada olhar, em cada respiração do ser humano. Deus cuida de nós em nossa jornada, permanece com aqueles que o desejam, nos orienta e na simplicidade silenciosa do Pão e do vinho Ele se faz em nós e nos permite sermos Nele! Ao nos criar Deus nos cativou e ao buscá-lo nós o cativamos! Ele é presença discreta, silenciosa e abundante em nossas vidas.