No princípio era... ... no princípio era o DESEJO, era o SONHO... ... era o SONHO de DEUS. Sim, numa certa noite situada no coração da eternidade, Deus sonhou. Ele sonhou que o Verbo, sua Palavra Criadora, havia se encarnado, assumindo os contornos da existência humana.
E desde aquele dia em que Deus se encarnou, mais e mais homens e mulheres, no decorrer da história, até os dias atuais, continuam se encantando com o sonho de Deus, e cada vez que fazem do sonho de Deus o seu próprio sonho, o transformam em realidade, fazendo-se existência eucarística, eucaristizada e eucaristizante, transformando as realidades por onde passam, como continuadores e continuadoras da criatividade divina.
Relato da Criação da Vida Religiosa Eucarística
E, à partir deste instante, o próprio Deus passou a compreender a pessoa humana como nunca a havia compreendido antes. Deus passou a experimentar o jeito de ser humano: “ trabalhou com mãos humanas ”, amou com coração humano, vivenciou os sentimentos que fazem parte do jeito de ser humano. E Deus ficou maravilhado com algo que foi para ele uma grande descoberta: no centro do coração humano existe uma grande fome . Deus, então, quis aproximar-se desta fome para melhor compreendê-la. Foi então que ele ficou mais surpreso ainda: qual não foi o seu espanto ao descobrir que a fome que habita o coração do ser humano é FOME de DEUS!
E então, Deus, que é a própria fonte da criatividade, teve uma idéia fantástica: decidiu que o Verbo Encarnado haveria de transformar a sua carne em comida e o seu sangue em bebida, capazes de saciar a fome e a sede que habitam dentro do coração da humanidade. E Deus continuou sonhando... ... E ele sonhou que os homens e as mulheres ficaram encantados com esta sua atitude.
Ir. Andréa dos Santos Lourenço Discípulas de Jesus Eucarístico
Esses homens e mulheres somos nós: é você, é ele, é ela, sou eu! Alimentemos em nós o desejo de continuar sonhando e concretizando este sonho de Deus, a partir daquelas realidades mais simples que se apresentam a nós. O próprio Verbo Encarnado – Jesus de Nazaré – nosso Mestre Eucarístico, seja a nossa inspiração e a grande força motivadora capaz de suscitar em nós e em tantos outros que virão o grande desejo de continuarmos nos transformando em comida e em bebida na mesa do Banquete do Reino, no Já do Reino que se faz na história rumo ao Ainda não do Reino Definitivo, até que Ele venha. No princípio... era o DESEJO, o SONHO de Deus... ... E Deus continua sonhando, e nos encantando, e nos motivando, e nos inspirando, e nos tornando participantes dos seus sonhos.
Muitos deles sentiram-se tão sensibilizados e motivados, que começou a surgir um desejo inédito dentro de seus corações: o de também eles transformarem a sua própria existência em comida e em bebida capazes de alimentar a vida dos outros seres humanos, seus semelhantes, mais famintos e sedentos. E ouviu-se um boato na corte celeste, de que enquanto Deus dormia e sonhava, o seu rosto era puro sorriso, e por alguns instantes, os anjos até puderam ouvir gargalhadas vindas dos aposentos divinos. E Deus acordou do sonho, e ficou mais feliz ainda porque, ao acordar, percebeu que o seu sonho já havia se transformado em realidade.
Venha você também fazer parte desta história!